Luz Intensa Pulsada

Luz intensa pulsada é uma tecnologia que utiliza uma grande variedade de comprimentos de onda e tem ação mais suave do que o laser. A LIP é indicada para tratamentos dermatológicos e vasculares como manchas na pele, rosácea, rugas finas, sardas, foliculite, acne, telangiectasias, olheiras e até mesmo para depilação.

Considerada uma tecnologia não ablativa, a luz pulsada é menos agressiva por ser uma fonte de luz não colimada e policromática, logo, não coerente. Isso significa um grande potencial de dispersão das diversas frequências que formam cada uma das cores emitidas pela LIP. Sua menor potência e comprimento de onda significam menor temperatura e poder de penetração, o que possibilita um tratamento de investimento reduzido.

Embora destinado a tratamentos superficiais, o sistema também opera segundo a fototermólise seletiva, mecanismo capaz de produzir uma lesão térmica local em cromóforos por desnaturação, alteração na estrutura química ou lesão mecânica decorrente da rápida expansão térmica ou alteração de estado físico.

Cromóforos são moléculas capazes de absorver radiação luminosa, identificadas no tecido cutâneo em forma de água e melanina, além da células sanguíneas hemoglobina, oxihemoglobina ou ainda pigmentos exógenos, como tinta de tatuagem. A absorção de radiação luminosa pelo cromóforo induz uma elevação da temperatura que provoca sua quebra e posterior eliminação pelo sistema imunológico.

A melanina é o pigmento que define a cor da nossa pele. Sua concentração tem influência direta na eficácia da fototermólise seletiva. Quanto menos melanina, mais clara a pele e melhor a resposta ao tratamento com luz intensa pulsada devido a facilidade de diferenciação que possibilita uma ação pontual com danos reduzidos às estruturas saudáveis. Pacientes com maiores quantidades de melanina também podem receber o tratamento com luz intensa pulsada, desde que a potência do equipamento seja reduzida para evitar queimaduras, o que pode implicar em um número maior de sessões.

O aquecimento promovido pela LIP estimula a produção de colágeno além de gerar dano reversível ao colágeno existente pela penetração da luz na derme que provoca a contração das fibras, seguido de um período inflamatório após o qual a proteína é remodelada, voltando a exercer sua função de estruturação da pele. Além disso a tecnologia possibilita reduzir a pigmentação da pele e das lesões vasculares cutâneas, colaborando para o rejuvenescimento.

Além de reorganizar as fibras elásticas a reação da derme à agressão envolve a produção de novo colágeno por fibroblastos estimulados durante a produção de mediadores inflamatórios produzidos pelo tecido adjacente em função do calor dissipado pelos vasos sanguíneos, cromóforos que também sofre a ação da LIP.

Respostas como edema, eritema e em alguns casos até mesmo vesiculação e formação de crostas são consideradas normais durante a reação inflamatória e desaparecem naturalmente nos dias seguintes.

A literatura médica afirma que o mecanismo de ação da LIP ocasiona atividade de fibroblasto, hiperplasia de fibroblasto e rearranjo de colágeno e elastina dentro do estroma. Durante o processo de remodelação ou “resurfacing”, o aumento da espessura da derme em função da deposição e reorganização do colágeno em arranjos paralelos com fibrilas compactas é esperado. Assim como as modificações nos tratamentos vasculares, pilossebáceos e de hipercromia, o novo arranjo do colágeno e a diminuição das rugas são percebidos em um intervalo que pode variar entre 3 e 18 meses.

Estudos recentes também constataram aumento dos capilares sanguíneos em regiões tratadas com luz intensa pulsada, o que significa, maior vascularização e consequente melhor nutrição da pele. O tratamento raramente ocasiona hiperpigmentação ou cicatrizes, no tratamento de melanoses é comum o surgimento de microcrostas contendo melanina após um ou dois dias da aplicação, estas formações tendem a cair dentro de duas semanas e revelar uma pele renovada.

O tratamento com LIP é realizado com equipamento aprovado pela Anvisa, segundo as normas ISO 9001:2008 e não requer interrupção da rotina.

× Como posso te ajudar?